25 de dez de 2009

Natalin.


É meia noite de quando o Natal acaba. É meia noite de um dia qualquer e hoje eu só quis brindar a solidão com a champagne mais barata que encontrei. Convites não bastaram para desistir da vontade de dançar sozinha com essa meia luz da sala e o melhor som que eu pude escolher - não fosse você ter esquecido sua bicicleta.
É isso que somos lá no fundo, sozinhos em essência. Quando não suportamos a nossa própria solidão é que não encontraremos brilho em lugar algum. Only you make you happy.


12 de dez de 2009

9 de dez de 2009

"Algumas vezes eu fiz muito mal para pessoas que me amaram. Não é paranóia não. É verdade. Sou tão talvez neuroticamente individualista que, quando acontece de alguém parecer aos meus olhos uma ameaça a essa individualidade, fico imediatamente cheio de espinhos - e corto relacionamentos com a maior frieza, às vezes firo, sou agressivo e tal. É preciso acabar com esse medo de ser tocado lá no fundo. Ou é preciso que alguém me toque profundamente para acabar com isso."
Caio F.