28 de mar de 2011

Duendes.



2008.
Algumas imagens que fiz durante as filmagens de "Os Famosos e os Duendes da Morte".

22 de mar de 2011

“O que me surpreende é o fato de que, em nossa sociedade, a arte tenha se transformado em algo relacionado apenas a objetos e não a indivíduos ou à vida; que a arte seja algo especializado ou feito por especialistas que são artistas. Entretanto, não poderia a vida de todos se transformar numa obra de arte? Por que deveria uma lâmpada ou uma casa ser um objeto de arte, e não a nossa vida?”

(Foucault)

14 de mar de 2011



Horas desperdiçadas me preocupam. Ansiedade, mais café. Cada minuto é um pouco menos do que poderia ter sido. Tento devorar todas as coisas que penso que podem me preencher. Preencho um vazio que não existe. Consiste. Mas é de inexistência, o que me incomoda um pouco.
Penso em todas as formas de ficar. É isso o que todos querem, no final das contas: ficar. Coisa de humanos.
A Terra saiu um pouco do eixo e eu penso qual é o limite. Não absorvo a importância de 10cm fora do eixo quando estamos flutuando no universo infinito.
O todo é consciência cósmica.


*imagem de Mariam Sitchinava.

10 de mar de 2011

O todo é mental

O universo é mental.
Em tempos de não saber, tento me encontrar nas leis do hermetismo.
E nas coisas bonitas. Porque o belo é tão importante quanto as coisas importantes.
O belo é universal.