3 de out de 2011

Sobre os dias que não tem gosto de nada.


Me angustia estar angustiada. Ciclo infinito para o lado de dentro, que é maior, que é imenso.
Daquelas coisas que só as melodias da Cat Power podem tentar representar.
Às vezes fico surpresa de como um oceano de diferença pode conter coincidências.

Outras vezes penso que nada mais me surpreende.
Sinto medo da apatia.



Nenhum comentário: