30 de jan de 2014

Bresson.

A gente olha e pensa: Quando aperto? Agora? Agora? Agora?
Entende? A emoção vai subindo e, de repente, pronto. É como um orgasmo, tem uma hora que explode. 
Ou temos o instante certo, ou o perdemos... e não podemos recomeçar. O desenho é uma meditação... enquanto que a foto é um tiro. Pode apagar um desenho e fazer outro. Não está lutando contra o tempo. Tem todo o tempo pela frente, é uma meditação. Mas com a foto, há um espécie de angústia constante... pelo fato de estar presente. Mas é uma angústia muito calma.


[Cartier Bresson]

Nenhum comentário: